ARTIGO: A importância da vitamina C e do zinco para a sua saúde

Uma alimentação saudável é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Pensando que o nível de minerais e vitaminas pode estar diretamente relacionado com a sua saúde, apresentarei, neste artigo, duas pesquisas que discutem o impacto do zinco e da vitamina c, respectivamente.
 

Uma pesquisa  apresentada na Conferência ESCMID de 2020 sobre o Coronavírus (ECCVID) sugeriu que níveis mais baixos de zinco estão associados a resultados de sobrevida reduzida em pacientes hospitalizados com Covid-19.
 

Ademais, segundo a pesquisa, ter um nível de zinco plasmático inferior a 50mcg / dl na admissão provoca um risco 2,3 vezes maior de morte hospitalar, em comparação com os pacientes com um nível maior de 50mcg / dl!
 

E, depois de ajustarem por idade, sexo, gravidade e receber hidroxicloroquina, a regressão multivariável mostrou que cada aumento de unidade de zinco na admissão ao hospital apresenta um risco reduzido de 7% de mortalidade intra-hospitalar! 
 

A segunda pesquisa, "Vitamin C and Heart Health: A Review Based on Findings from Epidemiologic Studies", discute que a vitamina C, além de ser um poderoso antioxidante dietético, pode ter um importante papel na saúde do coração. Embora a deficiência de vitamina C clássica seja rara na maior parte do mundo, pesquisas têm mostrado que o risco de algumas doenças cardíacas depende da concentração plasmática de vitamina C - mesmo dentro da faixa da normalidade. 
 

Está bem estabelecido que a vitamina C inibe a oxidação da proteína LDL, reduzindo assim a aterosclerose (acúmulo de placas de gordura, cálcio e outras substâncias nas artérias). A pesquisa citada sugere que a deficiência de vitamina C está associada a um maior risco de mortalidade por doenças cardiovasculares. Além disso, ela apresenta que a vitamina C pode melhorar ligeiramente a função endotelial e os perfis lipídicos em alguns grupos, principalmente aqueles com níveis baixos de vitamina C no plasma. 

No entanto, apesar de alguns outros estudos sugerirem possíveis benefícios ao coração com a suplementação de vitamina C, a literatura atual fornece pouco suporte para o uso generalizado de vitamina C para reduzir o risco de doenças cardiovasculares ou de mortalidade.

Claudia Klein é médica neurologista, graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, com residência em Neurologia e Clínica Médica na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, e pós-graduada em Ciências da Longevidade Humana pelo grupo Longevidade Saudável. Faz atendimento clínico e é palestrante nas áreas de neurociência e meditação.

Medicina preventiva
Níveis mais baixos de zinco estão associados a resultados de sobrevida reduzida em pacientes hospitalizados com Covid-19
Zenta%20-%20Foto%20Dra_edited.jpg