Essência feminina e transformação pessoal: uma reflexão para começar bem




ENTREVISTA: Patricia Gonzalez, expert da Yolex, plataforma de cursos parceira do Portal Zenta

ZENTA: O que você chama de essência feminina?


PATRICIA GONZALEZ: O que chamo de essência feminina tem raízes no Sagrado Feminino. É o olhar para dentro de si, identificando o que, genuinamente, faz o nosso coração vibrar, sem que estejamos ligadas a determinadas regras e padrões. Quando uma mulher se abre e permite que a sua essência floresça, é como se a sua alma assumisse o comando dos acontecimentos de sua vida. Ela se torna cada vez mais consciente de si, fazendo -se presente e conectada, plenamente, com o que, de fato, é essencial na jornada de sua existência. Fica mais criativa, alegre, bonita, em total sintonia com a sua energia criativa. E é desta forma que ela consegue se relacionar melhor com a sua identidade feminina: seu corpo, desejos intelectuais, espirituais, físicos e emocionais. A mulher passa a ser ela mesma; a amar-se incondicionalmente.


Z.: De que forma podemos nos reconectar com a essência feminina?


P.G.: Despertando a consciência para o exercício diário do autoconhecimento, reconhecendo seus dons, talentos e acolhendo, verdadeiramente, suas vulnerabilidades. É essencial questionar quais são as emoções que controlam as suas ações. De que forma elas ajudam a mulher a ser quem ela realmente é ou bloqueiam o seu florescimento, que é o despertar da sua essência.


Z. : Essa conexão é possível em qualquer fase da vida? Isso tem uma importância ainda maior neste momento de pandemia? Como essa conexão pode ajudar na nossa vida?


P.G.: Não há idade para a reconexão com a essência. Cada mulher tem o seu momento de “retorno para o lar”. Porém, quando é tocada pelo seu chamado de vida, é preciso tomar a decisão de encarar os desafios que isso representa ou fugir de quem se é. Não há qualquer julgamento nisso. É uma decisão muito pessoal. Florescer é um processo lindo, de grandes descobertas, transformações, dores, rupturas, mas, também, de muitos amores. Por si mesma. A pandemia nos fez olhar para quem realmente somos e como lidamos com este sentido que damos para a nossa existência. Somente quando compreendemos com qual lente interna percebemos o mundo ao nosso redor, podemos fortalecer o que é positivo e investir esforços no sentido de deixar para trás o que não nos serve mais, abrindo espaço para o exercício do SER quem realmente somos.


Z.: Conte para nós um pouco do que será abordado no workshop da Yolex.


P.G.: No workshop da Yolex, abordarei o conceito de essência feminina, permeado por aspectos históricos que se conectam com os arquétipos da alma feminina e a psicologia das deusas. Também abordarei como as crenças e padrões disfuncionais contribuem para soterrar a essência, no cotidiano de nossas vidas, e farei uma dinâmica de autoconhecimento para ajudar no processo de reconexão.


Patricia Gonzalez é especialista em Gestão de Marca Pessoal e Organizacional, Análise Comportamental e Psicologia Positiva.

Atua como docente, palestrante, escritora, conselheira de ONGs e mentora de mulheres. Sócia-fundadora da consultoria Múltiplas Narrativas Comunicação, especializada em treinamentos, cursos, mentorias, produção de conteúdo e gestão de marca pessoal e de negócios. Formada em jornalismo, pós-graduada em Marketing, Psicologia Positiva, Cinema Documentário e Mestre em Bens Culturais e Projetos Sociais. Analista Comportamental, com certificações internacionais, Master Coach e graduanda em Psicologia.


2 visualizações0 comentário