Hobbies e talentos - Na cerâmica, tudo é aprendizado


Cira Cohenca nos conta como descobriu seu talento como ceramista. Venha acompanhar essa bela história conosco!


"Entrando na faculdade de Ciências Sociais na década de 1960, tive aulas de Antropologia e me apaixonei pelas cerâmicas dos povos primitivos, a Marajoara e a Tapajônica.


Procurei aulas de cerâmica e senti que esse seria o meu hobby. Quando tive a oportunidade de morar por dois anos na Inglaterra, pois meu marido foi fazer pós-doutorado em Oxford, passei o tempo tendo aulas de cerâmica na School of Arts.


Voltando ao Brasil, dei aula de Sociologia e Antropologia, mas sempre me realizando na cerâmica. Montei meu ateliê e passei a me dedicar à atividade, dando muitos anos de aula do que antes era apenas um hobby.


É muito prazeroso e relaxante trabalhar com argila, tudo é aprendizado. Não precisa ter nenhum dom especial, são técnicas que se aprende. Se você quer começar, deve procurar um ateliê que te ensine e onde você possa amassar o barro sem que precise se preocupar com a limpeza. Esse é o ideal! Não precisa saber trabalhar no torno. Você consegue fazer uma bola perfeita na mão, pois tudo, como disse, é técnica. Em uma viagem com o meu grupo de dança fizemos uma atividade com argila e os trabalhos ficaram lindos!”



10 visualizações
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • Instagram